:: NOTÍCIAS ::

09/09/2014 - Montanhas Capixabas mostra os sabores do agroturismo

Como aperitivo, berinjela no pão e socol – embutido de carne de porco fortemente condimentado. No almoço você pode escolher entre combinações clássicas alemãs ou uma comidinha caseira feita no fogão a lenha. E de sobremesa você tem diversas opções como o queijo branco com geleia de morango, compota de figos ou doce de limão e de quebra degustar o aromático cafezinho.

Um passeio nas Montanhas Capixabas te mostra esses e outros sabores do agroturismo local, vindos de fonte de renda e de prazeres gastronômicos. Para conhecer essas delícias é só pegar a BR 262 com destino a Domingos Martins. Na chegada o visitante logo se depara com o portal de entrada da cidade. É só dá uma voltinha pela Rua do Lazer que reúne muitas lojinhas, nelas encontramos os docinhos caseiros, tão lindos que dá pena de comer.

Durante o trajeto não é só a paisagem que muda, mas também o aroma. Desde a propriedade que vende queijos ou mel até outra onde são degustados salames, avistam-se colinas cobertas por plantações de café, roseiras, frutas e legumes.

Histórias do Socol

O socol, trazido pelos imigrantes do norte da Itália, é um tipo de presunto cru produzido por famílias da região, é um aperitivo que traz a história dos descendentes italianos do estado. O jeito artesanal feito pelos imigrantes continua praticamente o mesmo, mas ganhou melhorias. O aperitivo é feito com lombo de porco temperado com sal, pimenta, alho e nada mais.

O segredo está no preparo. A primeira etapa está na escolha da carne, que deve ser fresca. O lombo fica dois dias no sal para perder a água. Depois ele é lavado, secado e então temperado com pimenta do reino e alho. Depois de temperado o lombo é envolvido em uma membrana que reveste os órgãos abdominais do porco que é colocado em uma rede elástica, que ajuda a dar o formato do produto final. Para finalizar, a carne é passada na pimenta do reino, que serve como um repelente natural.

O lombo demora cerca de seis meses para curar e se transformar no socol. Então, ele é lavado e colocado para secar por algumas horas. Aí já pode ser levado à mesa. Servidos em fatias bem finas ele realça o sabor. Oossocolo, nome original do socol, era hábito ser feito pelas famílias de imigrante, era uma forma de conservar a carne.

 


 

Maquete Virtual Canal Viver Bem
WebVix Marketing Virtual LTDA